17 maio 2010

11 Erros comuns dos novatos em Linux

Hoje, li uma matéria muito interessante, que mostra alguns erros cometidos por novos usuários do linux, e aprender sobre esses erros pode ser muito útil para quem esta começando a se aventurar no mundo do pinguim. Indico a leitura deste artigo à todos os novatos em Linux para que não cometam os mesmos erros, e assim, diminuam os problemas que eles podem causar.

Então, confira essa lista de erros e certifique-se de não cair em nenhum deles .:

1: Pensar que esta usando o Windows

Apesar de parecer óbvio, não é… Existe uma quantidade grande de usuários iniciantes em linux – e informática de modo geral – que nem fazem idéia de que estão usando um sistema operacional que não é o Windows. Hoje em dia é muito comum encontrar Desktops, Notebooks e até mesmo alguns Netbooks que saem de fábrica com alguma distribuição Linux instalada. Isso deixa o equipamento mais barato pois não existe o custo da licença do Windows embutida no preço final. Mas, alguns usuários, mesmo sabendo que estão comprando um computador equipado com o Linux, ainda procuram nele funções e programas característicos do Windows. E ainda existem aqueles que estão começando a dar os primeiros passos na informática e por isso ainda nem conhecem as diferenças entre um sistema operacional e o outro. Da mesma forma, existem usuários “intermediários”, que já possuem um conhecimento mais avançado, e que mesmo sabendo que estão usando Linux, ainda procuram funções e programas do Windows. Eu mesmo, logo que comecei a usar o Linux, a muitos anos atrás, me peguei várias vezes caindo neste erro. E esse pode ser um dos piores erros que um usuário pode cometer quando inicia sua aventura no Linux. Buscar funções de outro sistema operacional pode se tornar uma tarefa frustrante e isso pode levar o usuário a desistir.

2: Tentar executar arquivos .EXE

A menos que você tenha instalado corretamente o WINE, tentar executar arquivos .EXE é simplesmente impossível. Esse erro esta diretamente relacionado ao erro anterior porque arquivos .exe são executados no Windows. Mas, eles podem ser utilizados no Linux, desde que se instale o Wine ou algum emulador que fará com que este programa seja executado como se estivesse dentro de um ambiente Windows. E mesmo em casos como esses, se o Wine não estiver configurado corretamente, o programa pode não funcionar da maneira esperada. Eu já consegui executar vários programas no Linux utilizando o Wine mas, nem todos funcionaram corretamente. Por isso, só consegui executa-los corretamente depois de realizar alguns ajustes.

Mais na continuação...

3: Escolher a distribuição errada

Um dos maiores problemas para iniciantes em Linux é escolher a distribuição mais adequada para si. Imagine um novato em linux escolhendo o Gentoo ou o Slackware ou o Fedora… Sim, essas são distribuições excelentes, mas para um novato, elas podem se tornar um pesadelo. Então se você esta ajudando algum iniciante ou se você mesmo esta iniciando agora no Linux, escolha a distribuição que mais se adequa às suas necessidades. Não escolha uma distribuição somente porque todo mundo fala sobre ela, isso não quer dizer que ela será realmente a melhor ou que seja a mais correta para o seu tipo de uso. Pesquise bastante, porque existem muitas distribuições voltadas especialmente para iniciantes e você deve dar uma chance a elas.

4: Não encontrar programas

Quando um usuário migra do Windows, ele pode pensar que consegue facilmente encontrar programas para o Linux nas mesmas fontes que usava para programas do Windows. Mas, na maioria dos casos, isso não se aplica. O novo usuário precisa se familiarizar com as ferramentas de gerenciamento de pacotes rapidamente. Seja o Synaptic, o Packagekit e  o Ubuntu Software Center. Com cada um deles o usuário pode encontrar todos os aplicativos que ele pode precisar.

5: Enviar documentos no formato do OpenOffice para usuários do Microsoft Office

Novos usuários do Linux, algumas vezes ficam tão orgulhosos da transição que realizaram, que acabam se esquecendo que nem todos mudaram de sistema operacional no mundo. Então, eles enviam documentos do OpenOffice para usuários do Microsoft Office, e obviamente, eles acabam avisando o usuário que não consegue abrir o arquivo. Isso, em alguns casos, pode acabar fazendo com que o novo aventureiro no Linux acabe voltando para o Windows. Acredite, eu já vi isso acontecendo algumas vezes. E este é um erro que pode ser solucionado de maneira fácil e rápida. Basta salvar os documentos do OpenOffice em formatos que sejam reconhecidos por produtos Microsoft e equivalentes. Lembre-se que, infelizmente, os produtos Microsoft não são muito sociáveis com outros sistemas operacionais e seus formatos de arquivos.

6: Evitar o uso do console ou linha de comando

Existem pessoas que fazem verdadeiros milagres com programas como o Gimp e o Photoshop mas, não conseguem executar um simples comando rm na linha de comando. Hoje em dia, muitos dizem que, por causa da grande variedade e capacidade de distribuições gráficas do linux,  a linha de comando não é mais essencial. E isso até pode ser verdade mas, o fato é que,  aprender a usar corretamente a linha de comando no linux pode aumentar a capacidade do usuário. Portanto, perca esse medo…

7: Desistir muito rápido

Depois de algumas horas, ou poucos dias, trabalhando com o Linux, novos usuários acabam desistindo. Eles podem imaginar que, por vários motivos, o Linux não serve para eles. Ele não possui tudo o que o usuário precisa e é muito complicado para se usar. Eu costumo dizer, até hoje, que uma das maiores dificuldades para se migar para o Linux é que, para completar uma tarefa do tamanho de um centavo, o usuário precisa realizar uma maratona antes. Mas isso já não é tão complicado como antes. Hoje em dia, a maioria das distribuições tem como foco principal facilitar as coisas o máximo possível, o que agiliza muito o processo de introdução ou transição para o Linux. Se você esta pensando em desistir, não o faça. Se conhece alguém que esta começando com o Linux e já esta pensando também em desistir, ajude-o a mudar de idéia e tentar mais. Desistir muito rapidamente não vai ajudar em nada.

8: Acreditar que a hierarquia de diretórios do Windows se aplica em Linux

Não existe “C:\” no Linux. Você nem deve usar a tecla “\” e muito menos usar espaços em nomes de arquivos.  Tentar recriar uma estrutura de diretórios do Windows no Linux, diretório por diretório, é impossível. Você precisa se acostumar com a idéia de que o equivalente ao C:\ é a raiz do Linux, ou “/” e a pasta padrão do usuário é conhecida no linux como “~/”, tenha em mente que tudo no Linux se inicia em / a estrutura de pastas ou diretórios é sempre formada desta forma .: ~/pasta/home/USUARIO/.

9: Não atualizar

Manter o seu sistema operacional sempre atualizado, não importa qual seja, é uma excelente atitude. Muitos usuários do Windows já passaram pela experiência de baixar uma atualização e o sistema parar de funcionar ou apresentar falhas que acabam provocando a reinstalação do sistema. Por isso, usuários mais experientes de Windows costumam tratar as atualizações do Windows Update manualmente ou pelo menos, com todos os cuidados possíveis. Isso quando atualizam pois existem muitos usuários que até perdem o costume de atualizar o Windows por receio de enfrentar problemas graves. No caso do Linux esse tipo de problema raramente acontece. Portanto, nunca deixe de atualizar o seu sistema operacional. Ter um sistema operacional com falhas de segurança por falta de atualização é um dos piores erros que qualquer usuário pode cometer.

10: Logar como root  ( administrador  )

Nem seria preciso dizer isso mas, por precaução, é melhor falar. Tenha certeza de nunca realizar o login em qualquer distribuição Linux com o usuário root. Muitas distribuições já não possibilitam isso por medida de segurança, por isso, lembre-se sempre de não cometer esse erro. Se você precisa realizar qualquer tarefa que requeira direitos de root no Linux, use o comando “ su ” ou “ sudo ”. E somente para o caso de você não ter entendido direito na primeira vez, NUNCA LOGUE NO LINUX COM O USUARIO ROOT !!!

11: Perder janelas no multi-desktop

A função multi-desktop é uma das mais interessantes e conhecidas do Linux. Ela existe porque, ao contrario do Windows, o processamento conhecido como multi-tarefa existe realmente no  Linux. Com ele, você pode deixar tarefas sendo executadas em um desktop, enquanto realiza outras operações em outro. E muitos usuários iniciantes podem se perder com isso. Pode acontecer de enviar uma janela para outro desktop e perde-la posteriormente, por assim dizer. Portanto, não se perca com isso, e se você conhece alguém que esta iniciando no Linux, ajude-o a se familiarizar com esse recurso rapidamente.

12: Ignorar a segurança porque é o Linux

Um dos maiores pontos a favor do Linux é que a possibilidade dele ser atacado por vírus é muito remota. Porém, mesmo isto sendo verdade, isso não significa que o usuário não precisa se preocupar com a segurança do seu sistema operacional. Hoje em dia já existem rootkits que podem afetar o Linux, e os efeitos disso não são nada bonitos e, com certeza, o usuário pode perder muitos dados. Portanto, uma das primeiras coisas que você deve procurar aprender é como se manter seguro, e ensine sempre a novos usuários de linux que eles não devem ignorar a segurança dos seus sistemas. Lembre-se, Segurança é essencial, não importa qual sistema operacional você usa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...